Significado de Dia dos Namorados

Spread the love

O que é Dia dos Namorados

Dia dos Namorados, que ocorre no Brasil em 12 de junho, é uma data celebrada por muitos e odiada por outros. Neste dia os restaurantes estão lotados, e há muitas manifestações nas redes sociais. A data é próxima do dia 13, dia de Santo Antônio, conhecido como o Santo Casamenteiro. Nesta época do ano as ruas ficam cheias de casais apaixonados e nas decorações se destacam os corações vermelhos e as pétalas de rosas espalhadas pelas vitrines. Enfim, um clima pra lá de romântico.

História da Data no Brasil

O Dia dos Namorados foi trazido ao Brasil por João Dória, que é o pai do apresentador de TV  João Dória Jr, e presidente de uma agência publicitária na época. Ele observou que junho não havia nenhum feriado comercial e seria o mês perfeito para aquecer as vendas e celebrar o amor em função das comemorações para Santo Antônio. Então em 1949 ele criou o slogan “não é só com beijos que se prova o amor” para uma loja famosa de São Paulo, a Exposição Clíper. Ganhou prêmio de agência do ano graças à esta campanha, que iria se provar muito bem sucedida.

A Federação do Comércio do Estado de São Paulo divulgou em 2008 que o faturamento deste mês em relação aos demais meses não comerciais, graças ao Dia dos Namorados, é superior em 7.9%. Em outras palavras, mesmo após mais de meio século da criação deste fatídico dia, a realização deste evento continua um grande sucesso.

Dia dos Namorados e o Comércio

O Dia dos Namorados é uma ocasião em que casais saem para comer fora, lotando os restaurantes pela cidade. As bombonieres e chocolaterias celebram as maiores vendas do ano de doces em formatos de coração e as floriculturas viram, uma vez ao ano, os lugares mais badalados. Mas outros locais comerciais também adoram o Dia dos Namorados, pois muitos casais aproveitam a data para dar presentes de todo tipo – ursinhos de pelúcia à tablets modernos para os “pombinhos” estarem sempre conectados.

As televisões são invadidas semanas antes com propagandas do Dia dos Namorados, raspadinhas da loteria fazem edições especiais para a data, restaurantes criam pratos especiais, o comercio em geral se enfeita de vermelho. Por isso, há desculpa para quem estiver namorando e esquecer a data. São grandes as chances de você acabar comprando uma caixa de bombons mesmo estando solteiro. Afinal, vai que aquele/a partidão está correndo atrás de um coração caliente para passar o dia?

Os Solteiros e o Dia dos Namorados

Do outro lado, temos uma massa de solteiros e solteiras convictos que procuram celebrar a “solteirice” no dia 12 de junho. Ultimamente, está surgindo um movimento contrário dia dos namorados que propõem, no dia 12 de junho, uma série de comemorações para celebrar a solteirice e a independência. Baladas exclusivas para solteiros, roteiros de cinema, encontros coletivos são exemplos de saídas encontradas por este público para não serem (tão) afetados pela onda de suspiros apaixonados que invade o Brasil nesta época do ano.

Em casos extremos de querer fugir do Dia dos Namorados, a melhor opção é sem dúvida viajar para fora do país. Isso porque no resto do mundo, dia 12 de junho é um dia normal como qualquer outro. Se você quer passar longe de toda esta comoção nacional sobre casais, arrume as malas e vá para o país mais próximo/barato/supimpa e passe o Dia dos Namorados sem ter medo de ser feliz solteir@.

Não é que os povos dos outros países não tenham coração. Só que a celebração de Dia dos Namorados da grande maioria dos países ocorre em outra ocasião, 14 de fevereiro, que é também o Dia de São Valentim (Valentine´s Day). A origem desta celebração é bastante antiga e incerta, datando do início do cristianismo e algumas celebrações pagãs. Mas esta data ganhou uma conotação romântica apenas no século XIV, e a partir daí foi lentamente se desenvolvendo, juntamente com a ideia do amor moderna.

Os registros mais claros da popularização da data estão no fim do século XVIII e início do XIX, quando a indústria dos valentines (cartões de Dia dos Namorados) na Inglaterra batia recordes. Antes disso, encontramos registros em poemas do renascimento, especialmente na Inglaterra, como é o caso de Hamlet, de Shakespeare. Nos Estados Unidos, a prática de enviar os valentines também se popularizou em meados do século XIX e, nos dias atuais, estima-se que cerca de 200 milhões são enviados em comemoração ao Dia dos Namorados deles.

Ao longo do século XX, outros países foram “importando” o Dia dos Namorados e adaptando à sua própria cultura. No Japão, por exemplo, as mulheres devem dar chocolates aos homens e a qualidade do chocolate varia de acordo com o grau de relacionamento. Os homens devem, depois de algumas semanas, devolver o presente com um outro tipo de chocolate baseado no que lhes foi dado. Outros países adotam percepções de amor mais universal, celebrando também os amigos. Já em países islâmicos, existem casos que a celebração do dia dos namorados é proibida no dia 14 de fevereiro, como ocorre na Malásia e Irã.

Fonte: https://www.significadosbr.com.br/dia-dos-namorados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *